skip to Main Content

Levantamento feito por universidade dos Estados Unidos mostrou que, desse total, pelo menos 32 mil são brasileiros.

Na cobertura da pandemia do coronavírus muitas vezes deixamos em tamanho menor uma notícia que é tão importante quanto a do número de pessoas que estão morrendo. Também temos que falar da cura, que está quase atingindo a marca de um milhão de recuperados.

O levantamento feito pela Universidade John Hopkins, nos Estados Unidos. Segundo o estudo, o mundo já tem 959.774 de pessoas que conseguiram vencer a doença. Desse número, pouco mais de32 mil são brasileiros.

A médica Rosana Soares Patrício, de 54 anos, trabalha no Hospital Regional de Osasco, na Grande São Paulo, que é referência para pacientes de covid-19. Infectada com a doença, ela foi a 100ª paciente a receber alta no Hospital do Coração (Hcor) depois de oito dias de internação.

“Receber alta é um alento tanto para nós quanto para a população. O número de altas está crescendo e os de complicações caindo; isso me deixa feliz tanto quanto paciente quanto profissional da saúde”, disse ao Jornal da Band.

Desde o dia 17 de março, o Hcor atendeu 169 pacientes infectados pelo coronavirus. Hoje, dos 80 internados, 17 permanecem na UTI e apenas sete precisaram ser entubados para receber ventilação artificial.

“Isso significa que tudo aquilo que foi planejado e que foi feito teve resultado. Conseguimos unindo a equipe enfrentar a pandemia, o desconhecido, da melhor forma possível”, pontuou Fernando Torelly, superintendente corporativo do Hcor, em conversa com a reportagem.

Sensação de vitória

Com apenas 23 anos, o piloto de Stock Car Bruno Baptista entrou nessa estatística. Após oito dias internado em uma unidade semi-intensiva, Bruno fala com alegria da superação da covid-19.

“É uma sensação de vitória superar uma doença que as pessoas não têm informações sobre e que está matando gente no mundo inteiro. Parece que ganhei uma corrida de Stock Car, a sensação é incrível”, definiu.

Back To Top